Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.

BM&F Bovespa

Notícias

Mariana Marcelino bate o recorde brasileiro do lançamento do martelo pela segunda vez no ano


Lançadora da B3 Atletismo venceu o Memorial Goran Subotic, em Zagreb (Croácia), com a marca de 66,64 m; na mesma competição, Wagner Domingos, o Montanha, estreou na temporada com o resultado de 74,34 m


Arquivo pessoal

São Caetano do Sul - Mariana Marcelino, da B3 Atletismo, bateu pela segunda vez no ano o recorde brasileiro do lançamento do martelo. Ela venceu neste sábado (6/5/2017) o Memorial Goran Subotic, em Zagreb (Croácia), com a marca de 66,64 m. Na prova masculina, o finalista olímpico e recordista sul-americano Wagner Domingos, o Montanha, também conquistou a medalha de ouro - em sua estreia na temporada, fez 74,34 m.

Mariana, de 24 anos, já era recordista brasileira do martelo desde 2016, quando alcançou 64,90 m no Troféu Brasil. Em 2017, a lançadora retornou à B3 Atletismo e, já no fim de março, melhorou sua marca: fez 65,75 m no Grand Prix Germán Lauro, em Buenos Aires.

"Pelos treinos que ela está fazendo a gente esperava uma boa marca. Mas estamos trabalhando para o Troféu Brasil e a expectativa é de que o resultado ainda possa ser superior. A Mariana tem muito a crescer na prova e o nosso trabalho, pensando para a frente, é para os Jogos Pan-Americanos de 2019 e os Jogos Olímpicos de 2020", afirmou o técnico Jorge Rodgério Carlos, o Jorjão.

Após competir na Argentina e retornar ao Brasil, Mariana e Jorjão passaram 15 dias em Brezice, na Eslovênia, cidade que é a base de treinamentos de Wagner Domingos, com orientação do técnico Vladimir Kevo. "Optamos por ir para a Eslovênia e também para a Croácia por causa do circuito de competições da nossa prova. A Mariana poderia ter um ganho profissional: ter ideia do processo, da rotina dos atletas como ela e de um nível superior", explicou Jorjão. "Também foi importante a troca de ideias com outros técnicos, como o Kevo. Eu queria que ela percebesse que não tem milagre. É perceber, criar e fixar o foco e o trabalho."

De olho no índice para o Mundial 

Wagner Domingos, o Montanha, estreou bem na temporada 2017, com o resultado de 74,34 m. O objetivo do lançador de 34 anos é o de conquistar a vaga no Mundial de Londres - o índice é de 76 metros, e o atleta também precisa ficar entre os 40 melhores do ranking olímpico para ser convocado pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). O prazo para obtenção de índices termina em 23 de julho.

Finalista olímpico e recordista sul-americano do martelo (78,63 m), Montanha viajou para um período de treinos e competições na Europa no dia 10 de fevereiro. O lançador terminou a temporada 2016 como o quarto melhor atleta do mundo. "Depois da Olimpíada, traçamos um novo programa olímpico. Começamos 2017 já pensando nos Jogos de Tóquio. Quero me classificar para o Mundial com o objetivo de chegar na final e me aproximar da zona de medalhas". Montanha retorna ao Brasil em junho, para a disputa do Troféu Brasil, principal competição de clubes do país, e do Sul-Americano de Cuenca.

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA agora é B3 Atletismo. A mudança de nome da equipe é consequência do nascimento da B3 S.A., resultado da combinação de atividades entre BM&FBOVESPA e Cetip, efetivada em 30 de março de 2017.

A B3 Atletismo, comprometida com o desenvolvimento do Brasil pelo esporte, tem parceria com CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.



Voltar à Home
Ir para o Topo
Copyright © 2010 Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. Acesse e conheça o Instituto BM&FBOVESPA. Termos e Condições.
Content Stuff