Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.

BM&F Bovespa

Notícias

Em conquista inédita para o Brasil, Érica de Sena é campeã do Circuito Mundial de Marcha Atlética


Marchadora da B3 Atletismo, recordista sul-americana da prova, conquistou o título após a disputa de cinco etapas - a última foi a prova de 20 km do Mundial de Londres, no domingo


Osvaldo F./B3 Atletismo


São Caetano do Sul - Érica de Sena, da B3 Atletismo, conquistou pela primeira vez o título de campeã do Circuito Mundial de Marcha Atlética, promovido pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF). A última prova a contar pontos para o circuito foi o Mundial de Londres - a disputa dos 20 km aconteceu no domingo (13/8/2017) e a brasileira conquistou a 4ª colocação com recorde sul-americano (1h26min59).


"Ganhar o Circuito Mundial era um dos meus objetivos do ano e deu muito certo. É um resultado inédito - minha melhor posição tinha sido um terceiro lugar. É a primeira vez que uma brasileira consegue o título, e isso é muito importante, porque o circuito é muito forte", disse a pernambucana de 32 anos. 


O resultado final do Circuito é a soma das três melhores posições do ano. Érica venceu duas etapas - em Monterrey, no México (1h32min07, em 19 de março) e em La Coruña, na Espanha (1h29min16, em 3 de junho) - e foi vice-campeã em Ciudad Juárez (México), na estreia da temporada. Além do quarto lugar no Mundial, a brasileira alcançou a mesma posição em Taicang (China).


Érica foi campeã com 34 pontos. A mexicana Maria Guadalupe González, vice-campeã mundial, ficou em segundo lugar com 28 pontos, seguida pela portuguesa Inês Henriques, recordista mundial dos 50 km, com 24 pontos. "A prova de La Coruña foi a que me deu o título. Se eu não tivesse participado, provavelmente teria ficado em segundo lugar. Mas decidi competir de última hora, ganhei a competição e isso praticamente definiu o título e me fez vencedora." 


Mesmo com os bons resultados, tanto no Mundial quanto no Circuito da IAAF, Érica ainda não vai desacelerar. "Vou continuar treinando. Eu tenho uma competição na China, no fim de setembro. São quatro dias de provas, com disputa individual e por equipe: marcho 20 km, 10 km no segundo, 10,5 km no terceiro e mais 10 km no último. É uma competição muito forte. As chinesas também vão participar. Quero uma boa colocação no individual e quero vencer a prova por equipes."


Um dos principais nomes da marcha atlética no país, Érica conheceu a marcha atlética na escola, após ter passado por todas as modalidades e não ter se adaptado a nenhuma. Em sua primeira competição como marchadora foi a última colocada e pensou em desistir. Mas, graças à insistência da professora Elizabeth, que acreditava em seu talento, persistiu nos treinos e começou a se destacar.


De volta à B3 Atletismo nesta temporada, Érica vive na cidade de Cuenca, no Equador, desde 2011 - é casada com Andrés Chocho, também marchador (ele é recordista sul-americano dos 50 km) e seu técnico.  


Érica conta que a cidade, a 2.550 metros de altitude, respira marcha atlética. "É uma cidade pequena, com muita gente marchando. Quando eu marcho na rua, recebo incentivo: 'vai, brasileira!'." Desde que se mudou para o Equador, seus resultados não pararam de evoluir. "O único ano em que não melhorei minha marca foi em 2013."


A B3 Atletismo, comprometida com o desenvolvimento do Brasil pelo esporte, tem parceria com CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.



Voltar à Home
Ir para o Topo
Copyright © 2010 Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. Acesse e conheça o Instituto BM&FBOVESPA. Termos e Condições.
Content Stuff