Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.

BM&F Bovespa

O Clube

Intercâmbios e parcerias


Para dar condições aos atletas de competir com os principais nomes do esporte mundial, a B3 Atletismo promove intercâmbios com técnicos e atletas renomados, apoia a ida a competições internacionais e adota parcerias.

 

O salto com vara do Brasil encontra desenvolvimento e leva Fabiana Murer e ser campeã mundial (indoor e ao ar livre) e recordista sul-americana, a partir de campings e competições constantes no exterior e no Brasil com a escola russa, a mais eficiente do mundo, que já gerou campeões como Serguey Bubka e Yelena Isinbayeva. Por meio do técnico Elson Miranda e com a presença de vários atletas ao longo de uma década, desde o primeiro camping internacional com Vitaly Petrov, em 2001, o Brasil desenvolve sua própria base no salto com vara. O conhecimento adquirido ao longo de anos permite o surgimento do mais competitivo grupo de saltadores no Brasil.

 

O pernambucano Wagner Domingos, o Montanha, do lançamento do martelo, segue para a Eslovênia, anualmente, aprimorando sua técnica sob a supervisão de Vladimir Kevo, técnico do campeão olímpico Primoz Kozmus. O grupo de lançadores do Brasil também recebe clínicas, em São Caetano.

 

Já estiveram no Brasil especialistas como o espanhol José Luís Martínez, responsável pelas provas combinadas (decatlo e heptatlo) da Real Federação Espanhola de Atletismo. Os lançadores brasileiros também já foram à Espanha aperfeiçoar sua técnica. E aos Estados Unidos, nas várias preparações em Chula Vista, Califórnia, no Olympic Training Center - o centro de treinamento do Comitê Olímpico dos Estados Unidos onde trabalha Joaquim Cruz, ouro nos 800 m nos Jogos de Los Angeles/1984.

 

Várias preparações merecem do Clube atenção especial como a de fundistas. Atletas como Marílson Gomes dos Santos, bicampeão da Maratona de Nova York, e Vanderlei Cordeiro de Lima, medalhista olímpico, bicampeão pan-americano e atual patrono do Clube de Atletismo, e Frank Caldeira, campeão pan-americano, passam períodos em altitude antes de competições importantes, como Olimpíadas, Mundiais e maratonas. É histórica a aclimatação que Vanderlei realizou em Paipa, uma cidade na altitude da Colômbia, sua preparação para os Jogos Olímpicos de Atenas/2004.

 

O arremessador Darlan Romani, chama a atenção no arremesso do peso, prova sem tradição no atletismo brasileiro, por seus resultados consistentes – foi 5º colocado na Olimpíada do Rio, em 2016, com a marca de 21,02 m, recorde brasileiro. Os resultados também podem ser atribuídos a evolução da modalidade a partir de convênio entre o Clube BM&FBOVESPA e a CBAt que transforma o Centro de Treinamento de São Caetano em local de excelência para a preparação de arremessadores, com a presença do cubano Justo Navarro.

 

O clube também abre sua casa para integrantes das seleções brasileiras paralímpicas. A parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), consolida o CT de São Caetano do Sul como a base de preparação de alguns dos mais renomados atletas do País para as mais importantes competições nacionais e internacionais. O CT passa, assim, a ser mais uma referência para o atletismo brasileiro com as parcerias.

 

Na preparação para os Jogos Olímpicos do Rio, o clube apoiou e participou de ações desenvolvidas pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e programas do Ministério do Esporte do Governo Federal. Aumentaram as competições internacionais proporcionadas aos atletas do clube pelas parcerias entre entidades e Governos. Além de atletas, o clube tem profissionais de sua comissão disciplinar nas mais variadas seleções nacionais.



Voltar à Home
Ir para o Topo
Copyright © 2010 Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. Acesse e conheça o Instituto BM&FBOVESPA. Termos e Condições.
Content Stuff